Postagens do blog

Por obra e graça do Espírito Santo: O Espírito Santo descerá sobre ti e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o que nascer será chamado Santo, Filho de Deus. (Lucas 1:35-37).

Da minha Mãe Espiritual, sinto o amor divino da Mãe Três Vezes Admirável que é “a Mãe de Deus, a Mãe do Salvador, mas também nossa Mãe. Íntimo amor Te une a Teu Filho, nosso Salvador. Este amor deseja conduzir a Ele todos os que se entregam a Ti” (Trecho da Oração à Imagem da Mãe e Rainha).

Sinto o amor enorme da minha Mãe biológica que me deu incondicionalmente seu cuidado nas noites mal dormidas, sem ser remunerada pela função de amamentar, trocar minhas fraldas e me acalmar quando sentia dor, medo e vontade de estar em seu colo por pura manha. Mas, quando virei Mãe entendi que não me importava com as mudanças do meu corpo, pelo peso da barriga, pelas pernas e pés inchados, pelo peito explodindo de leite e as dores do parto. Tudo passa e vale qualquer coisa, quando colocamos aquela criaturinha no colo e olhamos nos olhos mais lindos do mundo – da nossa cria.

Também senti o amor da Mãe do Coração, aquela pessoa que Deus coloca na nossa vida quando não temos nossa Mãe biológica perto, por alguma circunstância da nossa vida. Esse Anjo de Amor aparece para nos ajudar com uma palavra, um abraço apertado, um olhar carinhoso, e principalmente, com o seu ouvido atento para entender o nosso desabafo, nossas angustias. Esses corações iluminados por Deus conseguem resgatar o amor e a dignidade de quem se encontra perdido na vida, carente de um colo e de um norte na vida.

Mas, a fase mais difícil para uma Mãe é quando temos que deixar nossas crias saírem do ninho, soltar, entregar, deixar ir para o mundo, crescerem e voarem com suas próprias asas. É a dor de um parto as avessas, porque quando deixamos partir não teremos mais a presença física, o cheiro da cria, o sorriso espontâneo de nos ver, o abraço, e até mesmo o mau humor nos faz falta. Enfim, não importa o que passamos ou sentimos, o que importa para uma Mãe é ter vivido  essa experiência mágica e divina.

Hertha Almeida Leitão

Desenvolvido por VRSys Sistemas